Segurança eletrônica para condomínios e apartamentos

A segurança de condomínios, casas e apartamentos é um assunto em alta a muitos anos no Brasil devido a ineficaz segurança pública.

Com isso, equipamentos de segurança eletrônica vem sendo muito buscados para aumentar a segurança de condomínios e inibir pessoas mau intencionadas.

Como tornar um condomínio mais seguro?

São diversos os tipos de equipamentos que podem ser utilizados para tornar o condomínio e os apartamentos mais seguros, vamos falar sobre cada um deles separadamente.

Câmeras de segurança

As câmeras de segurança ou CFTV na prática funcionam de duas formas, além de captar em imagens para possível identificação de um bandido, também serve para inibir a entrada do mesmo.

Isso por que ao ver que o condomínio possuí câmeras, a pessoa mal intencionada vai pensar duas vezes antes de invadir o local, sabendo que pode ser identificada posteriormente.

Interfone ou porteiro eletrônico

O interfone ou porteiro eletrônico fazem com que a segurança de condomínios seja ampliada sem muito esforço.

O simples fato de o morador não ter que abrir a porta para identificar quem deseja entrar faz com que a segurança seja redobrada.

Alarme

O alarme é fundamental para alertar os moradores de que o condomínio ou o prédio foi invadido, isso por que ao ser acionado, emite uma sirene alta suficiente para acordar todos os moradores, além disso, o bandido sofrerá uma enorme pressão psicológica para evadir do local.

Portão eletrônico

O portão eletrônico é fundamental para a segurança dos moradores que estão entrando ou deixando o condomínio, isso por que o mesmo não precisa descer do veículo para abrir o portão, fazendo com que em caso de perigo, o mesmo possa evadir do local com o veículo.

Controle de acesso

O controle de acesso de condomínios geralmente é realizado por credenciais, através de um token ou um cartão magnético, o morador pode abrir e fechar portas utilizando o token.

Além disso, algumas portas com fechadura magnética são mais difíceis de serem arrombadas, aumentando a segurança das dependências do prédio.

Nem toda segurança é eletrônica

Não podemos contar apenas com a segurança eletrônica para manter o condomínio seguro.

Existem alguns elementos tradicionais que fazem com que o prédio seja mais seguro, são eles:

Guarita

A guarita é um elemento fundamental, pois mostra às pessoas que passam em frente ao condomínio que tem um funcionário alerta 24h em prol da segurança do local.

O ideal é que a guarita seja elevada e com os vidros escuros, impossibilitando a identificação do porteiro no interior dela.

Normas e política interna

É fundamental estabelecer normas e uma política interna para os condôminos, desta forma todos estarão mais seguros e confortáveis no interior do condomínio, sabendo o que fazer caso alguma invasão ou acidente ocorra.

Produzir planos de ação para casos extremos é extremamente importante para garantir a segurança de todos caso o pior ocorra.

Ao comprar um apartamento na planta, consulte se o mesmo possui um projeto de segurança eletrônica para o condomínio.

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais! Em breve teremos mais artigos como esse, fique ligado.

Deixe uma resposta